Confira no Blog

Confira na guia "Links", o acesso à TV e Rádio Alepe, TV e Rádio do Governo de Pernambuco

Concurso Público

Confira os concursos para a Região Nordeste

Contato

Criamos mais esse canal de comunicação com você leitor do Blog Visão do Araripe!

Baixe já o aplicativo do Blog!

O Blog Visão do Araripe disponibiliza aos usuários de smartphone um aplicativo completo!

O Araripe Contra a Violência

Campanha da imprensa da Região do Araripe contra a qualquer tipo de violência.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Aonde estão vocês que procuro e não vejo?


Hoje não foi uma noite inusitada para os que se acomodavam nas cadeiras da plenária da Câmara de Vereadores, para assistir mais uma sessão aguardada pelos fatos ocorridos na semana passada, e nem uma surpresa pela falta de quórum. Era o previsto. O presidente da casa doente, um clima de velório de uma parte (acho que tinha até carpideira), de semblante jubiloso do outro. E não adianta dizer que não estamos felizes com os acontecimentos (NÃO PELO MAL QUE ESTÃO FAZENDO COM NOSSA ARARIPINA), porque hipocrisia sim,  foi o que vimos até hoje, mas por entender que as investigações da justiça pode provar o crime que praticaram contra as crianças da nossa educação, dos que precisam de saúde, do transporte  e da merenda escolar. E aí eu pergunto: Quando vamos tornar os casos de improbidade administrativa, por desvios de dinheiro público, crimes hediondos?

O Vereador Líder da Situação – Francisco Edvaldo, até esteve presente na câmara, mas me pareceu que ele articulava com os seus pares de bancada, uma evacuação, para que não fosse deliberada a sessão. A Vereadora Camila Modesto, que assumiria a mesa diretora, foi a porta-voz para a comunicação aos presentes da falta de quórum, e que estava encerrada a sessão.

Talvez tarde, ou talvez contidos, eles começam a raciocinar mais, para não falar pelos cotovelos e criar situações mais complicadas, tentando dar explicações estapafúrdias para o que parece óbvio. Devem aguardar o parecer da justiça e os próximos passos das investigações iniciadas pela PF e a CGU, quando deflagraram a Operação Paradise em Araripina, por suspeita de desvios de recursos públicos da Educação, para os seus pronunciamentos. Espero, mais cautelosos.

E nós da imprensa, ficamos sempre à espreita para um novo capítulo, um novo enredo, e um novo resultado. E que seja bom para Araripina, porque não aguentamos mais uma cidade que vem sendo ignorada, maltratada, e lesada, faltando tudo para os seus munícipes.

E que venha a próxima sessão.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Alepe terá audiência pública sobre maternidades de Pernambuco

Imagem: (WhatsApp)

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Pernambuco promove amanhã quinta-feira (21) uma audiência pública sobre a situação materno-infantil no Estado.
Problemas como a falta de acompanhamento adequado para as mulheres durante o pré-natal e a escassez de leitos nas maternidades estarão na pauta do encontro.

Foram convidados para o debate o secretário de Saúde do Estado, José Iran Costa Junior, e representantes de diversas entidades, a exemplo do Conselho Regional de Medicina (CREMEPE), do Conselho Regional de Enfermagem (COREN – PE), Ministério Público de Pernambuco (MPPE), União Brasileira de Mulheres (UBM-PE), Sindicato dos Servidores de Saúde do Estado, Sindicato dos Enfermeiros, entre outras.

A audiência ocorrerá a partir das 9h, no 6°andar do prédio anexo da Assembleia Legislativa, Rua da Aurora – 631 – Bairro da Boa Vista – Recife.

Unidade Regional do Araripe do FIEPE, oferece curso gratuito para atender à fiscalização do trabalho


Curso acontece no dia 28 de maio e trará um conjunto de normas e informações necessárias para receber os fiscais do trabalho nas empresas

A Unidade Regional Sertão do Araripe da Federação das Indústrias de Pernambuco – FIEPE está com inscrições abertas para o curso gratuito “Como atender a fiscalização do trabalho?” que acontecerá no dia 28 de maio das 8h às 18h na sede da Unidade, em Araripina.

O curso é uma iniciativa da FIEPE em parceria com a Confederação Nacional da Indústria – CNI e objetiva contribuir para tornar a indústria mais competitiva. A realização faz parte do Programa de Desenvolvimento Associativo, um instrumento que fortalece a representação sindical empresarial e promove melhorias do ambiente de negócios e ampliação da competitividade das empresas do setor.
Durante o curso os participantes serão orientados sobre como receber o fiscal do trabalho na empresa, quais os documentos podem ser exigidos, quais os limites da atuação do fiscal do trabalho, entre outros aspectos fundamentais. Será apresentado o conjunto de normas, procedimentos e documentos relacionados à fiscalização trabalhista com destaque para boas práticas de atendimento ao fiscal do trabalho.

Será o primeiro evento promovido pela Unidade Regional Sertão do Araripe após sua inauguração no mês passado. De acordo com a diretora Ceissa Costa este é o curso inaugural de uma série de outros que a FIEPE oferecerá aos empresários da região. “Este ano teremos diversos cursos e oficinas com temas que são de interesse da indústria da nossa região,” afirmou.

SERVIÇO:

Como atender a fiscalização do trabalho?
Data: 28/05/2015
Hora: Das 8h às 18h
Local: Unidade Regional Sertão do Araripe. Rua Marcos Vieira de Alencar, 339. Planalto. Araripina – Pernambuco.

As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. Confirmação até o dia 26/05/2015 pelo telefone (087)38734620 ou regional.araripe@FIEPE.org.br

Comissão de Educação do Senado Federal aprova PL 17/2014 que reconhece capoeira como caráter educacional


A Comissão de Educação aprovou um projeto de Lei (PLS 17/2014) que reconhece o caráter educacional da capoeira e permite que a modalidade seja praticada nas escolas como manifestação cultural.
O Brasil e o mundo já reconhecem a importância da capoeira para a cultura, o esporte e a inclusão, agora reconhecemos seu valor educacional. Este reconhecimento do parlamento é importantíssimo, porque permite a contratação de mestres de capoeira diretamente, pessoas que aprenderam o esporte por ancestralidade, sem frequentar cursos.

O relator Otto Alencar fez uma defesa apaixonada do projeto. Ele nos contou a história da capoeira, iniciada como uma técnica de defesa dos negros. Em seguida, ele me presenteou com um berimbau e encantou a todos tocando o instrumento e descrevendo os versos da Ladainha da Libertação. “Bimba dizia que a pior dor do negro, na Bahia, não foi só ter apanhado no pelourinho e ter lutado para se libertar. A pior dor do negro é ter chegado aonde ele chegou, em 1970, e não ter tido a oportunidade de se educar".

Veja o vídeo através do link:

AQUI

Alepe aprova projeto que proíbe o uso de celulares nas escolas de Pernambuco


Celulares devem ser desligados em sala de aula das escolas públicas e privadas


A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou em segunda votação nesta terça-feira (19) um projeto que proíbe o uso de celulares e outros equipamentos eletrônicos nas salas de aula, bibliotecas e demais espaços de estudo das escolas públicas e particulares no Estado de Pernambuco.
Nas salas de aula, os celulares devem permanecer desligados e só poderão ser usados para aplicações pedagógicas. Nos demais espaços da escola, esses aparelhos devem ser mantidos no modo silencioso.
A desobediência à Lei acarretará a adoção de medidas previstas no regimento escolar ou nas normas de convivência da escola.

A Lei diz ainda que caberá aos estabelecimentos de ensino garantirem que os alunos tenham conhecimento da proibição, afixando aviso nas salas e bibliotecas. Também ficará a cargo das escolas disciplinar o uso de telefones fora do horário de aula.
O projeto original é de autoria do deputado Professor Lupércio (SD). Na justificativa da matéria, ele reconhece o avanço da tecnologia para o aprendizado, mas adverte que o uso excessivo pode atrapalhar a concentração dos alunos.

"A deliberada utilização de aparelhos celulares e equipamentos eletrônicos podem desviar a atenção dos alunos, além do mais, possibilita fraudes durante as avaliações", escreve o parlamentar.
"Os aparelhos eletrônicos em sala de aula, são um convite à distração, utilizados em excesso, podem levar à dependência os jovens, que, sem restrição, utilizam-se desta ferramenta para o seu deleite pessoal, perdendo o interesse pelos livros", completa o deputado.

Professor Lupércio também argumenta que nas escolas públicas e privadas de Pernambuco, os alunos têm usado os celulares para jogar, mandar mensagens, ouvir músicas e até atender chamadas durante as aulas.

Leia a íntegra do projeto: